quarta-feira, 10 de outubro de 2012

V Castelo Branco - Fátima em BTT

Parece que foi ontem, e já lá vão 5 " Cicloperegrinações " Castelo Branco - Fátima em BTT. Em todas marquei presença, e cada vez fico mais ansioso  pela próxima.
Este ano saímos pouco passava das 7h, e o  Grupo era: António Cabaço (o nosso guia como sempre) e (eu) João Afonso ambos pioneiros. Carlos Pio, José Luís, Luís Lourenço, Nuno Eusébio e Silvério Correia, todos com várias participações. As estreias foram: Álvaro Martins, Jorge Oliveira e o Abílio Fidalgo no 2º dia.
No sábado 1º dia fizemos a ligação Castelo Branco - Mação. Passámos por Represa, Sarnadas e Vila Velha de Ródão onde tomámos o pequeno almoço na Bolaria local. Depois da foto de Grupo em cima da ponte, com as Portas de Ródão como pano de fundo, seguimos pela N 18 algumas centenas de metros, para de seguida entrarmos no estradão ao longo da margem esquerda do rio Tejo, até ao  lindíssimo Single track que antecede a fisga do Tejo. Daqui subimos ao abandonado " Monte do José dos Santos " e sempre por estradão fomos até Nisa, passando por Pé da Serra. Em Nisa comemos bifanas e "pito" assado ! acompanhando com bebida energética ! daqui seguimos para a barragem do Fratel  passando por Monte Claro e Falagueira. Fizemos nova foto de Grupo junto à barragem, subimos depois até Gardete para nova descida agora para a barragem da Pracana. Entrámos no concelho de Mação à saída do paredão da Pracana, mas até lá ainda passámos por diversas aldeias entre elas Zimbreira, Vale de Grou e Vilar da Lapa. Em Mação assentámos arraiais na pensão " Mansinho ". Depois do merecido banho, jantámos já na companhia do Abílio Fidalgo.
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Saída da cidade ainda com pouca luminosidade
Pequeno descarrilamento ! sem problemas maiores
Single Track a estrear antecedendo a barragem do Açafal
Bonita ponte Romana sobre a ribeira do Açafal
Ladeámos a empresa de produção de pasta de papel Celtejo em Vila Velha de Ródão
Bela rampa antecedendo a zona industrial de Vila Velha de Ródão
Foto de Grupo em cima da ponte sobre o rio Tejo em Vila Velha de Ródão
Estradão subindo ao longo do rio Tejo já na parte Alentejana
Bonito Single Track ladeando a ribeira do Fivelo
Todos adoram passar por aqui
Apesar do mesmo apresentar uma certa perigosidade
Mas com concentração e moderação todos passámos sem problemas
Pequeno contratempo ultrapassado sem demora
Bonito eucaliptal depois do Monte do José dos Santos
Reabastecimento em Nisa onde a maioria preferiu bifanas
Ligação Nisa - Monte Claro
Chegada à barragem do Fratel no rio Tejo
Observando a mesma, agora com pouco caudal
Foto de Grupo junto à barragem do Fratel
Observando e fotografando a barragem da Pracana no rio Ocreza
Pequena cascata no chamado Pego da Rainha antes da Zimbreira
Bonito moinho do vento na ligação Vilar da Lapa - Vale de Grou
Estradão na ligação Vale de Grou - Mação
Residencial ! das nossas companheiras 
-----------------------------------------------------------------------------------------------
No Domingo fizemos a ligação Mação - Fátima. Depois do pequeno almoço tomado na residencial, já sem a companhia do José Luís, pois este passou mal a noite, e teve que chamar a " assistência em viagem " regressando a casa com muita pena nossa, já que a sua presença é sempre muito estimada.
Ainda não eram 8h, quando iniciámos o percurso em direção ao Sardoal, onde tomámos café na residencial Gil Vicente ! nossa conhecida de à 2 anos. A nova paragem seria na aldeia de Carreira do Mato, onde comemos uma sandes mistas muito saborosas, e bebemos mais bebida energética. Continuámos o percurso agora em direção à barragem do Castelo de Bode, onde tirámos umas fotos, e apreciámos a envolvência. Até Tomar passámos por várias localidades, entre elas Vale Florido. Já em Tomar e " 100 stress " tirámos 2 fotos de Grupo junto à bonita igreja de Santa Maria do Olival. Seguimos até junto do rio Nabão onde nova seção fotográfica foi feita. Como era hora de almoço, fomos abancar no restaurante " Salsinha Verde " onde comemos arroz de pato, sobremesa diversa, e muita bebida energética ! Agora apontámos azimutes para Fátima, mas antes ainda parámos no Aqueduto de Pegões onde tirámos várias fotos, de seguida passámos por diversas aldeias até que chegámos a Fungalvaz, onde o percurso passou a ser novidade para mim. Por diversos estradões, e Singles traks alguns bastante técnicos, e umas vistas deslumbrantes pedalávamos agora em plena serra de d´Aires e Candeeiros, onde por aqui o que não falta são pedras e mais pedras ! Entrámos na Cova da Iria pela zona dos Valinhos, percorrendo a Via Sacra, no parque N2 tínhamos as nossas famílias a aplaudir-nos, contentes por nos verem chegar. Tomámos banho a balde ! mais 1 vez ( irra )  seguiu-se o já tradicional lanche em família, para de seguida nos encaminharmos ao Santuário, onde cada 1 fez o que a sua consciência mandou.
Despedimos-nos uns dos outros, e cada 1 regressou as suas casas.
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Saída da residencial em Mação pouco antes das 8h
Ponte do Coadouro à saída de Mação
Passagem pela localidade de Penhascoso
Chegada à residencial Gil Vicente no Sardoal
Estradão com ligação entre Carvalhal e Brunheta
Passagem pela zona da Ribeira da Brunheta
Bonito Single Track na Ribeira da Brunheta
Tasca do Zé na Carreira do Mato
Estradão depois de Aldeia do Mato
Chegada ao paredão da barragem de Castelo de Bode
Passagem pelo pitoresco bairro da Hidroelétrica do Zêzere
A beleza por aqui era pouca mas é a triste realidade ano após ano
Foto de Grupo de fronte da igreja da Santa Maria do Olival
Apreciando o tamanho do peixe no rio Nabão
Bonito local para fotografar junto ao rio Nabão em Tomar
Igreja de São João Batista na praça da Republica em Tomar
Majestoso aqueduto dos Pegões
Rápido estradão na zona de Fulgalvaz
O mesmos um par de quilómetros mais adiante
Aqui já em plena serra d´Aires e Candeeiros onde a pedra é rainha e senhora
Bom andamento já na parte final do percurso
Pequena pausa para descansar ! e repor pressão no pneu com furo lento
Passagem em plena Via Sacra já dentro da área de Fátima
Aplausos calorosos das nossas famílias à nossa chegada
Foto de Grupo após a chegada a Fátima
Habitual lanche em família onde o convívio é  extraordinário
Santuário de Nossa Senhora de Fátima
Coloquei 2 velas, 1 minha outra do companheiro José Luís

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Para terminar, agradeço aos Amigos deste "  V Castelo Branco - Fátima em BTT " a companhia, a camaradagem, a gentileza, e o encorajamento que me facultaram, durante estes dois  fantásticos dias de BTT. 
2 agradecimentos especiais, 1 para o AC por mais uma vez partilhar comigo este " V Castelo Branco - Fátima em BTT " 2 ao Abílio Fidalgo pelo transporte do saco de apoio até Mação.
Finalmente desejar as rápidas melhoras do companheiro José Luís.

Divirtam-se

Até à próxima
João Afonso.






5 comentários:

Unknown disse...

Boa travessias sim senhor !
Só uma nota o moinho que avistaram perto de vale de grou chama-se moinho da fadagosa e já lá dormi algumas vezes . . .

Abc

Marco Messias

FMicaelo disse...

Faço gosto em ver que ja recuperastes das maleitas! Ainda bem! Tu já es um "dinossauro" das BTTPeregrinações! Eeheheheh
Divertiram-se e isso é o que interessa! Abraço para todos, logo nos vemos por ai!

GINETAS BIKERS. disse...

una autentica travesia ....que bonito es fatima. enhorabuena por la llegada y plantar las velas en honor a la virgen de fatima,los tiempos que corren hacen que tengamos que hacer esta clase de promesas ,yo ya se la hice a lourdes con 72 klmtrs.un abrazo..!!

Silverio Correia disse...

Realço aqui mais uma vez, que foram dois dias espectaculares de Puro BTT, em que tive a oportunidade de por em prática a politica dos 4P's + A's e me permitiu absorver tudo o que de bom tem este desporto/hobby! Um percurso com direito a todos os tipos de trilhos que se possam imaginar num passeio de BTT e em grande parte, para mim, a estrear o que é sempre uma motivação adicional. De realçar o convívio saudável entre os amigos que se juntaram nesta peregrinação, tanto durante o tempo de pedaladas como nos momentos de descanso, e por fim reforçado com alguns familiares proporcionando um bom e grande momento de boa disposição. Foi mais uma passeio de BTT/peregrinação que como sempre deixa água na boca e vontade de repetir. Parabéns a todos pelo desempenho e pela concretização do objectivo.
Embora bastantes vezes lembrado por todos, tenho de mencionar o quanto foi sentida a falta do Zé Luís no 2º dia.
Aproveito a oportunidade para agradecer a todos os que se disponibilizaram para me ajudar e tornar possível a minha participação neste evento emblemático. Também não posso deixar de agradecer e dar os parabéns aos que rechearam a mesa de piquenique com tantas e saborosas iguarias.
Um abraço para todos
SIlvério

Hugo Costa disse...

Boa noite.

Seria possível facultar o track desta vossa aventura? pretendia efetuar o caminho a partir de Mação (tenho familiares que moram numa aldeia próxima de mação)?

Obrigado