segunda-feira, 27 de julho de 2009

**** Sui Generis ****

Domingo mais uma vez ( bla, bla, bla ... bla,bla,bla... ) aqui a conversa é sempre a mesma. Docas 8H os protagonistas da voltinha Domingueira é que vão variando tal como o destino da mesma. Os primeiros (protagonista ) foram: eu João Afonso, Abílio Fidalgo, Álvaro Martins, Filipe Salvado, João Fidalgo, Marcelo Silva, Nuno Eusébio, Pedro Antunes e Rui Lourenço, quanto ao percurso foi ir até à Lardosa e contornar a Barragem de Santa Águeda ( para os da Póvoa de Rio de Moinhos ) Marateca ( para os da Lardosa ) !!!
Se o percurso à partida era para nós todos já suficientemente conhecido, o que viria a suceder é que nunca tinha acontecido !!! ou seja, íamos nós pedalando calmamente, entre a Cruz da Légua e Santa Apolónia, quando o da dianteira ( neste caso ) o Marcelo Silva pára porque tinha um furo na roda da frente, até aqui tudo normal, o que não é de todo normal foi que de seguida, eu comecei a ouvir um assopro, era o meu pneu da frente também furado ! o colega do lado a mesma coisa ! o outro mais atrás igual ! mais à frente idem idem aspas aspas !!! bem foi uma cena, digna do livro do Guinness dos Recordes ( nove bêtêtistas ) e furarem todos ao mesmo tempo ( Sui Generis ). Na resolução deste imbróglio, cada um resolveu à sua maneira, quem usa tubeless problema resolvido de imediato, quem usa câmara de ar com produto (o meu caso ) foi só retirar o espinho, e deixar o dito produto actuar, quem usava câmara de ar simples, teve que substituir as mesmas. Depois desta confusão lá seguimos todos, em direcção à Lardosa onde fomos parar no Restaurante Casarão, para o café matinal. Aqui, o Marcelo Silva teve que nos deixar, e chamar a assistência, pois voltou a furar! daqui para a frente ladeamos a dita barragem até junto ao paredão, dai para a frente fomos sempre em asfalto, Póvoa e Caféde até à tapada das Figueiras, entramos em Castelo Branco pela Mina eram cerca de 12H 30m com 67 Km.
------------------------------------------------------------------------------------
Início do percurso ( single-track onde apanhámos os espinhos )
o primeiro a detectar o pneu furado
os restantes a constatar o mesmo
fomos todos brindados com os respectivos espinhos
depois de Alcains a caminho da Lardosa
Barragem Marateca#Santa Águeda linha de água rio Ocreza
Área da Bacia Hidrográfica-61 km Caudal de cheia-422 m3/s
Aterro - Terra homogénea Altura acima do terreno natural-24 m
Cota do coroamento-387,9 m Comprimento-1054 m Largura-7,6 m
O grupo no local da antiga nora
apesar de plano, o terreno está bastante pesado
antigo casario outrora talvez uma quinta
Sui generis escultura na areia
restos de arvoredo agora visível devido à baixa das águas
água esverdeada é daqui que nós bebemos !
encontrámos vários rebanhos de ovelhas ao longo da albufeira
pneu que teimava em perder ar teve que levar mais umas bombadas
reabastecimento de líquidos na Póvoa de Rio de Moinhos
em asfalto entre a Póvoa de Rio de Moinhos e Caféde
passagem pela tapada das Figueiras
e pelo alto da Líria já com bastante calor
saímos no cruzamento de Caféde com a Nac. 112

------------------------------------------------------------------------------------
Foi um passeio bastante agradável, apesar da altimetria ser pouca, mas devido ao tipo de terreno equivaler a umas belas subidas, feito com bastante calor, e em excelente companhia.

Divirtam-se ! Até à próxima !
J. Afonso

1 comentário:

Ana Filipa disse...

Boas!

Vimos por este meio convidá-los a visitar o programa do LANfestival 2009 que entre outras terá uma prova de BTT. Visitem www.lanfestival.pt e vejam o que vos espera.

Contamos convosco